domingo, 5 de junho de 2011

Quando fecho os olhos,


é você quem eu vejo; aos lados, em cima, embaixo, por fora e por dentro de mim. Dilacerando felicidades de mentira, desconstruindo tudo o que planejei, abrindo todas as janelas para um mundo deserto. É você quem sorri, morde o lábio, fala grosso, conta histórias, me tira do sério, faz ares de palhaço, pinta segredos, ilumina o corredor por onde passo todos os dias.

Um comentário:

  1. Lindo o amor descrito pelo Caio.
    E bom ser eterno pelo amado.
    Bjs

    ResponderExcluir

Agradeço o carinho de sua visita!
Fique a vontade para deixar o seu comentário, dica ou sugestão.
Volte sempre!
Um abraço: Day